Mapa das lojas de bicicletas em Coimbra *atualizado*

(22 Março, 2013) Em geral para começar a pedalar qualquer bicicleta velha que tenhamos lá por casa serve. No entanto hoje apresentamo-vos um mapa das lojas de bicicletas existentes em Coimbra. Embora o número de utilizadores da bicicleta como meio de transporte diário não seja significativo para que as lojas o vejam como uma oportunidade, a situação parece estar a inverter-se.
Já se vê bicicletas citadinas de vários tipos e preços que se adequam facilmente às nossas necessidades. Podemos ainda dizer que todas estas lojas têm um mecânico que pode afinar travões e mudanças ou simplesmente remendar um furo.

(04 Novembro, 2016) Atualização: estamos felizes que desde que este mapa foi criado, há 3 anos, aumentaram o número de lojas de bicicleta em Coimbra! Pelo menos quatro novos estabelecimentos foram abertos entretanto, um sinal de que os tempos estão a mudar! 

Planeie a sua viagem #2

Para ajudar a pensar no melhor caminho para ir de casa para o trabalho de bicicleta, para a padaria ou para a casa de um amigo deixamos aqui um site que ajuda a planear as viagens, o cycleroute.

Fizemos um exercício simples da Rua Carlos Seixas até ao Pólo II, a zona mais complicada a nível de declives é a subida depois da Ponte Rainha Santa Isabel (onde está o pin amarelo). A plataforma permite ainda introduzir pontos obrigatórios de passagem para modelarmos o percurso à vontade.

1

 

 

A Ponte Rainha Santa Isabel

Há dias falámos no facebook sobre a passagem pedonal e ciclável da Ponte Rainha Santa, como é que uma ponte inserida numa cidade com média dimensão é pensada quase exclusivamente para o tráfego automóvel? Como é que não é salvaguardada uma travessia confortável e segura também para peões e ciclistas? Como é que ninguém reparou nisso?……pois não sei!!

Ok, a passagem até foi feita mas pensaram mesmo na segurança dos peões e ciclistas? As entradas e a própria passagem são sombrias… Atravessar o Mondego por aqui é assustador e ainda mais pensar fazê-lo isto no inverno às 6h da tarde… Isto claro se a passagem estivesse aberta ao público porque não está!!

O vandalismo e o furto de material levou à “resolução” do problema. Nas entradas para a passagem existem sinais verticais e perfis de betão que impedem a passagem de peões.

O Luís Lemos, amigo do Coimbr’aPedal, passou por lá e contou-nos tudo: “Embora tenha o sinal que proíbe a circulação de peões enquanto tirei as fotos passou um casal a fazer caminhada e um senhor a correr. Passou também um rapaz de bicicleta. Embora tenha alguns degraus (nunca mais que um de cada vez) é possível utilizar a ponte para atravessar o rio. Pode parecer assustador ao inicio pelo ambiente ligeiramente sombrio e sujo (de pó) e pelo barulho que os carros fazem ao passar por cima. Parece-me que isto foi uma obra que ficou por acabar e que falta o piso para se circular, este piso eliminaria os degraus.”

Ficam aqui as fotos que ele tirou, deste lado agradecemos muito ao Luís pela colaboração 😉

Sem Título

Massa Crítica

Como sabem, ontem foi dia de Massa Crítica esta edição contou com o (precioso) apoio do Duarte, um dos colaboradores aqui do Coimbr’a Pedal, e do Miguel, que irão conhecer aqui para a semana.

Photo 26-04-13 18 18 17

Fomos 16 mas para a próxima edição esperamos que se juntem muitos mais. Fizemos (mais ou menos) 10 km num percurso aproximado ao que está no mapa abaixo.

Para quem pensa em experimentar a bicicleta na cidade esta é, sem dúvida, uma boa forma de começar vão sempre acompanhados por pessoas que andam habitualmente que sabem os comportamentos a adotar e que vão sempre dando dicas importantes. E mesmo para quem já ande com frequência conhecem-se pessoas que também o fazem e partilham-se experiências.

Por isso, na próxima Massa Crítica esperamos que vão muitos mais ciclistas 🙂

Photo 26-04-13 19 27 26

Podem ver mais fotos aqui.