Dicas para aprender a andar de bicicleta

Têm-nos perguntado dicas para adultos aprenderem a andar de bicicleta. A verdade é que não tínhamos pensado nisso até agora, porque era algo que já tínhamos como certo à partida. Mas existem muitas pessoas que não ainda não tiveram oportunidade de aprender…

Tentaremos compilar algumas dicas para quem quer aprender mas estaremos sempre receptivos a quem quiser deixar alguma sugestão.

Passo 1: Procurem um sitio pouco congestionado e plano. Por exemplo o Parque Verde (durante a semana e de manhã) e, para começar, até pode ser na relva.

 Passo 2: Baixem o selim de forma a que quando estiverem sentados consigam chegar confortavelmente com os pés ao chão, convém ser uma bicicleta com um quadro mais baixo para se tornar mais confortável.

cat_media_2012110613291709B-Simple_Single_W_black

Passo 3: Se puderem tirem os pedais no início, sentem-se no selim e comecem a andar com os pés no chão (se não puderem tirar os pedais tentem pô-los numa posição em que não se magoem ao caminhar)

Passo 4:  Aos poucos tentem tirar os pés do chão e deixem a bicicleta deslizar, aí sim já se começa a sentir o ventinho na cara 😉

Passo 5: Voltem a pôr os pedais na bicicleta, e comecem a dar um pequeno balanço com um dos pedais e deixem o outro pé quase a tocar no chão (só para uma maior segurança) e mais uma vez deixem-se deslizar

Passo 6: Depois de algumas repetições, tente começar a por o segundo pé no pedal, e a dar 1 pedalada

Passo 7: Depois de dar uma pedalada, dê a segunda… e a 3ª e a 4ª….e vai ver o bom que é!! 🙂

Conselho 1: Usem capacete, é muito importante pensar na segurança!

Conselho 2: Mantenham as mãos nos travões, para mobilizar a bicicleta sempre que necessário.

Conselho 3: Não tente fazer tudo de uma vez, mantenha a calma e a confiança. Insista, insista, insista e não desista!!

Bicicletas nos transportes públicos #2

Já por aqui se disse que, como acontece em outras cidades no mundo, a ligação da bicicleta com os transportes públicos seria uma mais valia para Coimbra. Falámos dos suportes nos autocarros aqui e de uma solução para o (adormecido) metro aqui.

Na página do facebook do Coimbr’a Pedal alertaram-nos que a questão até pode ser bem mais simples… deixar as bicicletas entrar dentro dos autocarros e dos comboios!!

A boa notícia é que (dentro de algumas limitações) já se podem transportar bicicletas gratuitamente nos regionais e interregionais (podem ler mais aqui) e que cada vez se vêm mais utilizadores a fazê-lo.

708035_0

As bicicletas podem ser transportadas nas viaturas dos SMTUC desde que sejam desmontáveis de forma a tornar a bicicleta equiparada a bagagem (informação dada pelo serviço de Relações Públicas dos SMTUC).

Ou seja, o transporte de bicicletas infelizmente não é permitido nos SMTUC…

Sem Título

Não precisos equipamentos especiais mas é preciso deixar entrar as bicicletas como aliás já se faz noutras cidades há bastante tempo e que, por experiência daqueles que nos alertaram para isto, funciona tão bem.

timthumb

Bicicletas nos transportes públicos

Como já falámos por aqui pensar em mobilidade ciclável numa cidade implica necessariamente pensar na articulação das bicicletas com o sistema de transportes públicos. E quando se fala em cidades como Coimbra este cuidado tem ainda mais importância.

Hoje falamos de outra solução possível para cá (quando existir metro), uma solução que existe em Estugarda (Alemanha) uma cidade que também tem declives acentuados e onde se usa bicicleta como meio de transporte. Para vencer estes declives o serviço de metro de superfície tem uma espécie de plataforma anexa ao veículo onde se podem levar as bicicletas.

Sem Título
Esta plataforma funciona para a linha que liga Stuttgart South (Marienplatz) e Degerloch (Albplatz), uma ligação com 2,2 km  com uma diferença de altitudes de 205 m. O ponto de inclinação máxima da via é 17,5% (!!!!!!!!) entre Liststrasse e Pfaffenweg (fonte).

Infelizmente, não conheço Estugarda mas se alguém por aí conhecer e quiser relatar o que se passa por lá a informação será sempre muito útil.